Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Confira a lista das montadoras que manterão o extintor veicular e as que não:

Imagem
Muitas montadoras ainda não estão seguras sobre a decisão do Contran de acabar com a obrigatoriedade dos extintores de incêndio no veículos.



Confira a lista das que manterão o item e as que não:

Audi – Mantém
BMW – Mantém
Chevrolet – Sem resposta
Chery – Mantém
Chrysler – Mantém até mudar ano/modelo dos carros em produção
Citroën – Não
Dodge – Mantém até mudar ano/modelo dos carros em produção
Fiat – Mantém até mudar ano/modelo dos carros em produção
Ford – Sem resposta
Honda – Mantém até mudar ano/modelo dos carros em produção a partir do segundo semestre
Hyundai – Mantém
JAC Motors – Não
Jaguar – Mantém
Jeep – Mantém até mudar ano/modelo dos carros em produção
Kia Motors – Não
Land Rover – Mantém
Lifan – Mantém
Mercedes – Não
Mitsubishi – Sem resposta
Mini – Mantém
Nissan – Não
Peugeot – Não
Renault – Não
Subaru – Mantém
Suzuki – Sem resposta
Toyota – Não. Virá apenas com o suporte.
Volkswagen – Indecisa
Volvo – Não

Fonte: http://estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia/noticias/2016/01/18/interna_noticias,51741/mo…

Misturar água e óleo em chamas cria uma explosão em nuvem de cogumelo

Imagem
É isso que acontece ao jogar dois litros de água em quatro litros de óleo de girassol em chamas. :o

Neste gif (copilado de um vídeo do Crash Zone), você pode ver o fogo líquido pingando no chão e então explodindo para cima, criando uma nuvem de cogumelo épica. Nunca faça isso em casa!

Mas por que ele acontece? O químico Joseph Weeks explica que isso tem a ver com a diferença no ponto de ebulição da água (100°C) e do óleo (acima de 200°C). Ele diz:

“Quando a água se transforma em vapor, ela aumenta de volume em cerca de 1.000 vezes. Então, quando a água entra no óleo quente, uma parte dela se vaporiza enquanto esfria o óleo até o ponto de ebulição da água. À medida que a água se transforma em vapor, ela sopra o óleo em uma névoa fina. Assim, parte deste processo é a atomização do óleo.

Esse óleo atomizado voa por toda parte, e algumas gotas ficam perto o suficiente da chama e pegam fogo. As gotículas ao redor também entram em combustão por causa dessas primeiras gotas, e logo toda a névoa …

As diferenças entre o sprinkler em pé e o pendente

Imagem
A diferença básica entre um sprinkler anti-incêndio vertical e um pendente é a posição de cada um em um cano de água. Um sprinkler vertical está, como o próprio nome indica, fixado verticalmente no encanamento, enquanto um do tipo pendente está pendurado no cano. Estes dois tipos de sprinklers, no entanto, possuem mais diferenças do que seus arranjos distintos.



Configuração
Devido à sua configuração particular, os sprinklers verticais e pendentes são classificados a partir do tipo de distribuição do sistema. Ambos possuem um design que lhes permite borrifar água em um padrão semelhante, a partir de suas respectivas posições. Um sprinkler vertical, no entanto, vem com um defletor de água no topo, para que ela saia dos orifícios sendo jogada para cima e depois se espalhe em um padrão circular. Como o tipo pendente está pendurado no cano, o seu defletor é posicionado em seu inferior, mas espalha a água da mesma forma circular como um sprinkler vertical.

Visibilidade

Sprinklers verticais, que…