Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Bombeiros podem multar edifícios e estabelecimentos irregulares

Imagem
A Lei Estadual 16.157, que ficou conhecida por conceder poder de polícia administrativa ao Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, determina novas normas de segurança contra incêndios em edificações e permite que os bombeiros multem e interditem estabelecimentos comerciais e residenciais multifamiliares (prédios de apartamentos) que não estejam de acordo com as normas de segurança.
As medidas de segurança contra incêndio que devem ser encontradas nas edificações variam de acordo com as características da construção (principalmente quanto ao uso, à altura e à área do prédio). Mas alguns itens são indispensáveis para garantir a segurança em seu prédio ou empresa:
Extintor: a altura máxima de fixação é de 1,6m e a mínima é de 0,1m. Eles devem estar desobstruídos e sinalizados. Cada pavimento deve ser protegido por, no mínimo, duas unidades extintoras distintas, sendo uma para incêndio de classe A e outra para classes B/C ou duas unidades extintoras para classe ABC.
Sinalizador de emer…

Fotoluminescência na segurança!

Imagem
[caption id="" align="alignnone" width="480"] Fotoluminescência[/caption]

Atualmente encontramos diversos produtos com característica de fotoluminescência, desde capinhas de celular às placas de sinalização que brilham no escuro sem a necessidade de energia elétrica. Esses produtos contêm fósforo, que é o responsável por irradiar a luz visível quando energizada, em seu pigmento. Para efetivar a energização, o produto deve ficar exposto alguns minutos à luz, então, seu brilho “acende” no escuro.

Fotoluminescência na segurança: A sinalização fotoluminescente tem a finalidade de transmitir efetivamente a mensagem para o qual foi fabricada, ou seja: indicar onde estão os equipamentos de alarme, de incêndio, de segurança, etc. Também são usadas para indicar as vias de fuga (saídas, portas), os perigos, as obrigações ou proibições, de determinados locais, garantindo a compreensão total da pessoa que está circulando no local, mesmo em situações de ausência total d…

16 de Setembro - Dia Internacional para Preservação da Camada de Ozônio

Imagem
Confira agora 7 dicas de atitudes consideradas amigas do meio ambiente para poder contribuir para a preservação dos recursos naturais e da camada de ozônio:

1-  Ao comprar novos eletrodomésticos, priorize modelos do tipo Green, livres de CFC em sua composição.

2- O uso de CFC em aerosóis está proibido no Brasil desde 1988, mas quem costuma trazer cosméticos e outros produtos de fora do Brasil deve ficar atento à composição dos frascos.

3- Na hora da limpeza do congelador ou freezers mais antigos, lembre-se se não usar objetos pontiagudos ou cortantes. Assim você evitará perfuração da tubulação, que pode liberar o CFC.

4- Priorize transportes verdes como o metrô e bicicleta. O CO2 emitido pelos escapamentos de carros e ônibus também tem a capacidade de causar danos à camada de ozônio.

5- Verifique se há vazamento de gás no seu ar-condicionado. Vazamentos fazem com que os gases cheguem à atmosfera.

6- Evite o uso de geradores, pois eles são movidos a óleo diesel e também causam danos à camada…

Os maiores desastres ambientais da história!

Imagem
A palavra “desastre” traz a ideia de “algo imprevisível”. Porém, quando tratamos de desastres ambientais, percebemos que muitos não foram eventos imprevisíveis.

Conheça os três maiores desastres ambientais da história:

1º: Chernobyl, Ucrânia - 1986

O pior desastre da história foi consequência de uma explosão que aconteceu após diversos descuidos humanos durante testes em uma usina de energia nuclear. O incêndio só foi controlado nove dias depois e uma nuvem radioativa exigiu a evacuação de 45 mil pessoas. A radiação emitida foi 100 vezes maior que a das bombas de Hiroshima e Nagasaki na 2º Guerra Mundial. Até hoje Chernobyl tem altos índices de radioatividade e ninguém vive por lá!

2º: Bhopal, Índia 1984

A Union Carbide era uma fábrica de pesticidas e liberou acidentalmente 40 toneladas de gás tóxico com isocianato de metila. Milhares de pessoas foram atingidas e morreram por sufocamento, e outras tantas faleceram nos anos seguintes.

3º: Golfo Pérsico, Kuwait 1991

Antes de render-se no final…