Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Quais as principais causas para o fogo se espalhar?

Imagem
Os grandes incêndios começam de repente e espalham-se tão rapidamente que as vitimas não têm tempo de pensar no que fazer! Vários fatores contribuem para que o fogo se alastre mais rápido que o normal. Estar atento aos elementos ao seu redor e ter as informações necessárias para prevenir riscos de incêndio pode salvar vidas. Veja a lista que preparamos com fatores que favorecem o fogo a se espalhar de forma acelerada:

- Madeira: a madeira é um dos materiais mais inflamáveis do mundo, já que está presente em quase tudo, desde florestas até materiais para construção e móveis comuns, ela é um fator determinante quando um incêndio ocorre.

Calor: não são as chamas que provocam a propagação, mas o calor e a fumaça que elas produzem. O fogo libera vários gases químicos, como hidrogênio, etano ou metano, que são tão quentes que, ao entrar em contato com qualquer outra coisa, provocam combustão.

Oxigênio: o fogo nada mais é do que a oxidação de uma substância ou material combustível. Portanto…

Curto-circuito: o que é?

Imagem
Um curto-circuito acontece quando a carga da corrente elétrica que passa pelo circuito é maior do que ele pode suportar. Uma maneira bem simples de evitar esse tipo de acidente é não ligar vários aparelhos na mesma tomada!

Para identificar um curto-circuito fique atento a cheiros de queimado, tomadas com manchas pretas, fios desencapados e com aspectos de velho. E, caso uma lâmpada queime frequentemente no mesmo ponto, fique de olho e chame um eletricista qualificado para revisar a área.

Ressaltando que um dos principais causadores de incêndios ambientais, residenciais, comerciais e industriais são os fios desencapados e os erros de dimensionamento.

Fonte: Tecnogera.

Agora é possível detectar áreas com queimadas com mais precisão!

Imagem
Recentemente os pesquisadores do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) desenvolveram um algoritmo automatizado que detecta mensalmente áreas de queimadas no país. O algoritmo baseia-se em dados de sensoriamento remoto obtidos pelo sensor orbital MODIS, da NASA.

A partir desse novo algoritmo foi possível melhorar as estimativas e gerar mapas das áreas de vegetação que foram queimadas no Brasil com uma qualidade superior à já existente.

Embora os resultados obtidos pelo sensor sejam satisfatórios, o método ainda está em aperfeiçoamento. Um dos melhoramentos que estão em andamento é a adaptação desse algoritmo para um novo sensor: o VIIRS, que possui informações mais refinadas.

Fonte: Revista Incêndio

Prepare-se para fugir de possíveis incêndios!

Imagem
Para evitar um desastre muito maior do que um incêndio pode ser, é importante estar preparado para saber como agir caso ele aconteça. Veja a lista que preparamos com os conceitos básicos de uma fuga:

Identifique todas as rotas de escapes seguras da sua casa/empresa. Considere portas e janelas (se forem seguras) e pratique esses caminhos pelo menos duas vezes por ano, sempre treinando como se o incêndio viesse de ambientes diferentes;
Certifique-se de que as crianças estão confortáveis e seguras com o plano de escape;
Prepare-se para escapar abaixado, evitando aspirar a fumaça;
Tenha sempre equipamentos de incêndio da Zimmex e faça a sua manutenção anualmente.