EPI e EPC: Tem diferença?

Existem variados tipos de equipamentos para proteção do trabalhador e que possuem diferentes finalidades, sempre com o objetivo de preservar a saúde do trabalhador.

Há dois grupos de equipamentos de proteção:
- os EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual);
- os EPC’s (Equipamentos de Proteção Coletiva).

Os EPI’s visam a proteção individual. São equipamentos que apenas o trabalhador irá usar. São eles:

- Proteção para cabeça: capacete, capuz;
- Proteção ocular e facial: óculos, máscaras;
- Proteção auditiva: protetor auricular, abafadores;
- Proteção respiratória: respirador;
- Proteção do tronco: coletes;
- Proteção para membros superiores: luvas, braçadeiras;
- Proteção para membros inferiores: botas, calças.

Já os EPC’s também visam a proteção, mas eles focam no bem-estar e segurança coletivos. Eles serão utilizados não apenas por um indivíduo, como no caso dos EPI’s, mas sim por todo o corpo de trabalho. Os EPC’s podem ser fixos ou móveis.

São Equipamentos de Proteção Coletiva:

- Cones;
- Fitas;
- Placas de sinalização;
- Alarmes;
- Plataformas;
- Grades;
- Barreiras contra luminosidade e radiação, exaustores, etc.

É obrigação da empresa oferecê-los e é o direito do trabalhador ter um ambiente corretamente protegido com eles.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quais as diferenças entre os graus de queimadura?

As diferenças entre o sprinkler em pé e o pendente

Sinalização: uma aliada na prevenção de acidentes!