4 siglas importantes na segurança do trabalho


A segurança no trabalho tem se aperfeiçoado ao longo dos anos e, felizmente, as empresas tem reconhecido a sua importância e cada vez mais aplicado dentro das organizações.
Para garantir que sejam a aplicação e que funcionem, há uma série de regras e siglas que recheiam as Normas Regulamentadoras. Hoje trouxemos para você 4 siglas importantes para ficar ainda mais por dentro das normas de segurança do trabalho.
CLT (Consolidação das Leis do Trabalho)
Foi criada pelo ex-presidente Getúlio Vargas e uma das mais conhecidas. A CLT tem o objetivo de regulamentar as atividades remuneradas e a relação do empregador com o empregado.
CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes)
A Comissão foi estabelecida em 1944 e com a intenção de verificar e informar situações de risco nos ambientes de trabalho. A comissão é constituída por representantes dos empregados e dos empregadores, que além de exercer a função para qual foram contratados pela empresa, vão atuar para prezar pela saúde e bem-estar interno.

EPI (Equipamento de Proteção Individual)
Também é outra sigla antiga, surgiu com um Decreto de 1943. Os equipamentos são obrigatórios desde o estabelecimento do Decreto, mas é nos últimos anos que a fiscalizaçãos e cobrança intensificaram. Eles garantem a integridade física e saúde do trabalhador.

A LER é uma doença ocupacional comum no ambiente de trabalho. Ela ocorre quando o trabalhador precisa executar tarefas repetitivas, funções que geram compressão mecânica ou posição incorreta, causando problemas no sistema músculo-esquelético.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Capacetes: o que cada cor significa?

Você já ouviu falar de piroforicidade?

Quais as diferenças entre os graus de queimadura?